Noticias & Eventos

Novidades, Dicas e Cursos para você se manter por dentro da saudável culinária de pescados e frutos do mar.

Sushi deve ser feito com peixe congelado

Para consumo cru, o governo japonês incentiva as pessoas a manter o peixe congelado a temperaturas abaixo de -20°C por pelo menos um dia. Além disso, seu Ministério da Saúde afirma que o peixe deve ser aquecido por, pelo menos, um minuto em temperaturas superiores a 60 graus antes de ser preparado.

As recomendações da Agência de Padrões Alimentares dos Estados Unidos (FSA) são similares às do ministério do Japão. Segundo a organização, peixes crus ou levemente cozidos devem ser congelados por quatro dias a uma temperatura de, pelo menos, -15°C.

Estas orientações se dão no sentido de evitar a ingestão de qualquer bactéria ou larva nos alimentos, apontando que o melhor sushi é aquele preparado a partir do peixe congelado e não do fresco. Com elas, o governo japonês tem reduzido os casos de Anisakis, uma larva que se aloja no sistema digestivo e só pode ser retirada por endoscopia.

A Pescatto trabalha apenas com os melhores pescados, congelados na origem, com rigoroso controle de temperatura desde o transporte até o armazenamento, desmistificando a crença de que o peixe fresco é a melhor opção.

Alinhada com as observações do país mais tradicional no preparo do sushi, a empresa entrega saúde e qualidade na sua mesa, garantindo todas as propriedades do alimento e sendo a escolha recomendada, ainda mais em locais longe do mar, como Porto Alegre.

Não se engane com a promessa de peixe fresco na capital. Para seu sushi ser uma ótima experiência, exija peixe congelado na origem. Exija Pescatto.


Fonte: Exame