Noticias & Eventos

Novidades, Dicas e Cursos para você se manter por dentro da saudável culinária de pescados e frutos do mar.

Harmonizar vinhos e peixes

Para fazer a harmonização é preciso considerar o tipo de pescado, a intensidade de temperos e a forma de preparo.

Para harmonizar peixes e frutos do mar com vinhos, é preciso considerar a intensidade de temperos e a forma de preparo, além do tipo de pescado. Confira algumas dicas de como fazer uma boa harmonização:

TINTOS

Os vinhos tintos, na maioria vezes, não combinam com peixes. Os taninos presentes nesses vinhos frente ao iodo dos frutos do mar deixam uma sensação metálica na boca. Mas existem algumas exceções:

> Peixes untuosos e encorpados, como bacalhau e salmão, podem ser servidos com vinhos com poucos taninos, como Gamay ou Pinot Noir.

> Peixes de carne escura e temperos fortes aceitam Pinor Noir ou Merlot com pouco tanino.

> O excesso de sal do bacalhau e a forte presença de azeite de oliva pode prejudicar a harmonização. O ideal é um branco estruturado, como um Chardonnay passado em carvalho.

FRUTOS DO MAR

> Nunca sirva com vinhos tintos, devido à presença de taninos

> Quando temperados com ervas, pedem um Sauvignon Blanc.

> Quando preparados com molho, o ideal é um Chardonnay.

> Camarão servido como entrada, acompanha bem um espumante brut.

PEIXES BRANCOS

> As carnes delicadas pedem um vinho branco leve. Pode ser um Sauvignon Blanc ou um espumante bem estruturado.

PEIXES DE CARNE ESCURA

> Nessa categoria se encontram o salmão, o atum, a sardinha e o pintado. A harmonização com eles está relacionada à forma de preparo.

> Os ensopados combinam com Chardonnay.

> Os grelhados com vinho rosé.

> Salmão grelhado ou assado tem uma boa harmonização com Chardonnay envelhecido.


Fonte: Zero Hora